Se as coisas fossem mães...

SE AS COISAS FOSSEM MÃES
(Sylvia Orthof)

Se a lua fosse mãe
Seria mãe das estrelas
O céu seria sua casa
Casa das estrelas belas

Se a sereia fosse mãe
Seria a mãe dos peixinhos
O mar seria um jardim
E os barcos seus caminhos

Se a casa fosse mãe
Seria mãe das janelas
Conversaria com a lua sobre as crianças estrelas
Falaria de receitas, pasteis de vento, quindins,
Emprestaria a cozinha para lua fazer pudins!

Se a terra fosse mãe
Seria mãe das sementes
Pois mãe é tudo que abraça
Acha graça e ama a gente

Se a fada fosse mãe
Seria mãe da alegria
Toda mãe é um pouco fada
Minha mãe fada seria

Se a bruxa fosse mãe
Seria mãe gozada
Seria mãe das vassouras
Da “Família vassourada”

Se a chaleira fosse mãe
Seria mãe da água fervida
Faria chá e remédio
Para as doenças da vida.

Se a mesa fosse mãe
As filhas sendo cadeiras,
Seriam bem comportadas
Teriam “boas maneiras”

Cada mãe é diferente:
mãe verdadeira ou postiça,
mãe vó, mãe tia....
Tem até pai que é “Tipo Mãe”
Esse, então, é uma beleza!

Gosto tanto dessa poesia que sei ela todinha decorada em meu coração!
Dia das Mães, Filhos, Hora do Conto, Poesia, Sylvia Orthof,

Mil beijocas pra todas nós, Dona Maricota Feliz!

HIDRATAÇÃO PELAS PALAVRAS

Casar é fácil?!

- É e não é! Do meu ponto de vista é uma questão de ponto de vista. Você aperta #daqui e #dali e faz uma festança. Todo mundo fica feliz. Eu fiquei! Minha festa de casamento foi uma graça.

Mas manter-se casado é um desafio diário. Tolerância se chama amor. Diálogo se chama amor. Paciência se chama amor. Respeito se chama amor. Tudo tem que se chamar amor em nome do amor. Mas fácil não é!

Hoje, muito próximo de completarmos 21 anos de convivência, recebi do meu #maridex essa mensagem linda que o Fabrício Carpinejar escreveu pra nós (#sqn)

HIDRATAÇÃO PELAS PALAVRAS

Fabrício Carpinejar, Poeta, Poesia, Amor, Hidratação, Família, Cléo Moretti,
Para que nos mantenhamos hidratados sempre.
Relacionamento se faz no detalhe, na pronúncia, no modo como nos comportamos longe das datas festivas e das folgas dos finais de semana. Ou se tem uma rotina apaixonada ou se é levado pela agressividade. Não identificamos o quanto perdemos inúmeras chances de delicadeza ao longo do dia. Desperdiçamos a gentileza com quem amamos.

Parece que a educação deve ser usada para os estranhos, aquele que está ao nosso lado é obrigado a aguentar grosseria, irritação, azedume, maus tratos.

Entramos no jogo de compensações: quando tristes, maltratamos; quando felizes, festejamos, e não enxergamos problema nenhum nesta alternância.

É preciso criar um mínimo civilizacional, ainda que nos dias mais trágicos, para não ferir os próximos e não destruirmos os laços com as nossas mágoas. Se seguirmos os nossos impulsos, seremos bichos. Morderemos e atacaremos com as palavras.

Ninguém desperta de bom humor (trata-se de uma lenda), o que existe é um redobrado exercício de concentração para sorrir de manhã cedo. A docilidade é uma ardilosa construção psicológica e temperamental. Maquiamos o caráter para conviver.

Generosidade, portanto, consiste em atenção lapidada, em refinada vigilância, em não ser tomado pelo impulso egoísta de que o outro tem a obrigação de nos servir e nos entender.

Só é acabar a água na geladeira que já podemos antever o temperamento de cada um na relação. É uma frase inofensiva que traduz uma gama variada de sentimentos. Por uma declaração banal e singela, já antevemos se a pessoa pretende discutir, agredir ou nos confortar.

– Você me deixou sem água? (autoritário)

– Nem água tem nesta casa! (apocalíptico)

– Esqueceu de comprar água? (acusatório)

– Esqueci de comprar água! (culpado)

– Temos que comprar água! (solidário)

– Você não presta atenção em nada! (oportunista)

– Acabou a água, vou sair para comprar! (engajado)

– Você deseja que eu morra de sede? (filial)

– Cadê a água? (curto e grosso)

– Não temos mais dinheiro para comprar água? (inseguro)

– Vamos beber água da torneira por enquanto. (conformado)

– Farei uma lista de supermercado para não esquecermos nada. (compreensivo)

Quando acabar a água, cuide também para não acabar o amor.

Publicado no Jornal Zero Hora. Revista Donna, p.32. Porto Alegre (RS), 16/08/2015 Edição 18263

Fuzuê no Galinheiro - Peça Teatral para Páscoa

Já faz muito tempo, quado ainda morava em Santa Maria, recebi um coletânea de livros pedagógicos e em um deles veio um CD com músicas e histórias especiais, próprias pra trabalhar peças teatrais com as crianças.
Trabalhei com ela algumas vezes em sala de aula e sempre foi muito divertido.

Agora, na escola onde estou trabalhando, sugeri as professoras do meu grupo de educação infantil, encenarmos para as crianças na Páscoa deste ano. Elas toparam \ õ /

Então fui procurar o texto já digitado e não encontrei pra copiar, por esse motivo tive que digitá-lo nos seus mínimos detalhes.

e como super boazinha, resolvi compartilhar com todo mundo para que ao procurarem, achem o texto já pronto. Afinal, se eu posso facilitar, porque irei dificultar?! Lembrando sempre que Gentileza gera Gentileza!

Este CD é parte integrante da Coleção Bem-te-li - Língua Portuguesa, de Angelina Bragança e Isabella Carpanela, Ed. FTD.

Fuzuê no galinheiro
Teatro, Páscoa, Textos, Histórias, Galinha, Coelhos, Música, Escola, Atividades Pedagógicas, Bagé, CFES,
Google imagens
Ato I

Narrador -  O galinheiro do Sítio Primavera era grande e todo cercado de tela. Na parte de fora, várias laranjeiras faziam sombra, deixando a água dos bebedouros sempre fresquinha. A casinha onde ficavam os poleiros e os ninhos era feita de madeira com telhado de telhas de barro, que tornava o ambiente aconchegante.
Costumava ser um lugar tranquilo. Mas essa tranquilidade foi abalada no dia em que Caipira encontrou no meio dos sacos de ração, alguns jornais velhos. Um deles mostrava um coelho fazendo propaganda de ovos de Páscoa. Ah! Ficaram inconformadas.

Caipira – _ Vejam este anúncio! Só dá coelho na Páscoa!

Narrador – As galinhas ficaram agitadas. Andavam de lado para o outro, soltando penachos pelo ar. Cacarejavam assim:

Galinhas –
Có, có, có, có. Có, có, có, có.
Justiça para as galinhas!
Estamos vivendo um drama.
Nós botamos ovo e o coelho leva a fama!
Cocococodé! Cocococodé!
Queremos mais respeito!
Desse jeito não dá pé!
Cocococodé! Cocococodé!
Queremos mais respeito!
Desse jeito não dá pé!

Carijó – _ E as músicas que costumam cantar nessa época, vocês já ouviram:
Coelhinho da Páscoa,
Que trazes pra mim?
Um ovo, dois ovos, três ovos, assim.
_ Ouviram? Ovos! Ovos! Ah! E Coelho bota ovo?

Galinhas –
Cocococodé! Cocococodé!
Queremos mais respeito!
Desse jeito não dá pé!

Carijó - _ Ficaria mais justo se fosse assim:
Galinha da Páscoa,
Que trazes pra mim? (Aí, sim!)
Um ovo, dois ovos, três ovos, assim.

Narrador – D’Angola, que estava comendo milho na gamela, também reclamou:

D’Angola –  _ Tô fraca! Tô fraca! Tô fraca! E quando falam da gente... ouçam:
A galinha magricela.
E bota um, e bota dois e bota três.
A galinha magricela...
_ Pode?!

Legorne - _ Galinha Magricela?! Hã! Vou para o bebedouro. Preciso tomar um pouco de água para me acalmar.

Carijó – _ Tenho algo a propor, companheiras. Ouçam! Vamos fazer greve! Vamos parar de botar ovos!

Galinhas – _ Concordamos! Vamos parar de botar ovos! É isso mesmo!

Caipira – _ Só assim irão nos valorizar. Chega de exploração!

Polaca - _ Não sei, não... Parar de botar ovos... Isso vai dar um quiproquó...

Narrador – Resolvidas, as galinhas passaram o dia no maior tititi, quero dizer, no maior cococó.

Ato II

Narrador – No final da tarde, as galinhas foram ciscar no terreiro, perto das laranjeiras. Algumas bicavam laranjas maduras caídas no chão, outras, pequenos grãos. Dona Filó, a cozinheira, entrou no galinheiro para recolher os ovos. Passou de ninho em ninho, mas ovo, nem sinal. Só o que viu foi muita palha espalhada. Pegou a vassoura que estava encostada num canto e, resmungando, varreu o cimento.

Dona Filó – Ué! O que deu nessas galinhas? O que está acontecendo por aqui?
Está chegando a Páscoa.
Preciso de ingredientes pra fazer meus quitutes e deixar todos contentes.
Procurei em todos os ninhos, mas ovo que é bom, nada!
O que há com essas galinhas? Hum!
Já estou preocupada.
Preocupada, é claro que sim.
Se não tiver os ovos, o que será de mim?

Narrador – Lá do terreiro, as galinhas ouviram tudo.

Carijó – _Ouviram isso? Agora, vão nos dar valor!

Narrador – O galo não estava se sentindo muito à vontade com essa situação. Ele não fora consultado sobre a greve. Procurou se consolar com seus amigos.

Galo
Cococoricó! Todo mundo sabe, sou o chefe do terreiro, sou o chefe do terreiro.
Se queriam entrar em greve, se queriam entrar em greve.
Teriam que me avisar primeiro.
Cococoricó! Todo mundo sabe, sou o chefe do terreiro, sou o chefe do terreiro.
Se queriam entrar em greve, se queriam entrar em greve.
Teriam que me avisar primeiro.
Galo, Pato e Peru
Cococoricó!
Glu! Glu! Glu!
Quá! Quá! Quá!
Cococoricó!
Glu! Glu! Glu!
Quá! Quá! Quá!
Galo –         
Greve no galinheiro.
Que história mais maluca!
Acho que essas galinhas ficaram lelé da cuca.
Greve no galinheiro.
Que história mais maluca!
Acho que essas galinhas ficaram lelé da cuca.
Galo, Pato e Peru
Cococoricó!
Glu! Glu! Glu!
Quá! Quá! Quá!
Cococoricó!
Glu! Glu! Glu!
Quá! Quá! Quá!
Galo –         
Greve no galinheiro.
Que história mais maluca!
Acho que essas galinhas ficaram lelé da cuca.
Greve no galinheiro.
Que história mais maluca!
Acho que essas galinhas ficaram lelé da cuca.

Narrador – Ouvindo isso, as galinhas não deixaram por menos.

Galinhas
Era só o que faltava, pedir-lhe opinião.
Galo nem bota ovo...
Essa não! Essa não!
Era só o que faltava, pedir-lhe opinião.
Galo nem bota ovo...
Essa não! Essa não!
Cocococodé! Cocococodé!
Queremos mais respeito!
Desse jeito não dá pé!
Cocococodé! Cocococodé!
Queremos mais respeito!
Desse jeito não dá pé!
Polaca – _ Isso vai dar um quiproquó...

Ato III

NarradorDona Filó voltou no dia seguinte. Procurou no ninho da Carijó, nada! No ninho da Caipira, nada! Até o ninho da Garnisé estava vazio.

Dona Filó – _ Nossa Senhora! Sem ovos, como é que eu vou fazer?
Bombinhas recheadas, tortinhas carameladas.
Muito doce pra criançada!
Em fatias ou às colheradas,
Deixam as boquinhas bem lambuzadas.
Deixam as boquinhas bem lambuzadas.
São quitutes de todo jeito:
Bolos, pudins, empadinhas.
Bolos, pudins, empadinhas.
Mas sem ovos, nada feito.
Será que deu preguiça nas galinhas?
Não tem ovo nem pra broa.
Só faltam dois dias pra Páscoa.
Não tem ovo nem pra broa.
Vou correndo avisar a patroa.
Polaca – _ Isso vai dar um quiproquó...

Carijó – _ Cale esse bico, Polaca!

Polaca – _ É que eu não estou conseguindo segurar...
Có, có, có! Có, có, có!
Isso é que é sofrimento.
Estou sentindo que vou botar um ovo a qualquer momento.
Có, có, có! Có, có, có!
Acho que vai escorregar...

GalinhasPois trate de segurar!!

Ato IV

Narrador – A notícia da greve se espalhou e chegou às enormes orelhas do coelho Joca, que resolveu ver de perto o que estava acontecendo.

Legorne – _ Olhem só quem está chegando! É o folgado do coelho: _ Tem olhos vermelhos e pêlo branquinho.

CaipiraHunf! Às vezes cinzento ou até malhadinho.

LegorneNa Páscoa fica importante e por todos é lembrado. Vocês acham isso certo?

GalinhasNão achamos! Está errado!

Legorne De ovo, não entende nada, mas, agora, só se fala dele. Isso é uma injustiça!

GalinhasVamos falar com ele!

Joca – _ O que está acontecendo? Ouvi umas coisas que custei a acreditar. Acho que vocês estão mal informadas.

Carijó – _ Mal informadas? Pois, sim, senhor Símbolo da Páscoa!

Joca – _ Sou apenas um dos Símbolos. Represento a fertilidade. Afinal, nós coelhos nos reproduzimos em grande quantidade. Vocês já viram quantos filhotinhos nascem de uma só coelha?

Galinhas – Hum...

Joca – _ E o ovo é o outro símbolo da vida. Isso, porque deles nascem muitos bichinhos.

Galinhas – Hum...

Joca – _ E tem mais. Há muito tempo e muitos anos, na Páscoa, costumava-se presentear as pessoas com ovos de galinha cozidos e pintados com tintas coloridas.

Carijó – _ Quer dizer que, antigamente, os ovos de Páscoa eram de verdade?

Joca – _ Isso mesmo! Com o passar dos anos é que foram substituídos por ovos de chocolate, que, junto com as tortas, bolos e biscoitos, fazem a festa da Páscoa.

Legorne – Cococodé... Cococodé... Não sabíamos de nada disso.

Joca – _ Vamos, acabem logo com essa greve. Botem seus preciosos ovos. A maioria das receitas precisa deles para ficar gostos.

Narrador – Imediatamente as galinhas se reuniram e resolveram acabar com a greve.

Carijó
Essa foi, seu coelho, uma boa explicação.
Resolvemos botar ovos e acabar com a confusão.
Essa foi, seu coelho, uma boa explicação.
Resolvemos botar ovos e acabar com a confusão.
É hora de voltar pros ninhos! Quero ver quem bota primeiro!
Somos também importantes nesta data e o ano inteiro!
É hora de voltar pros ninhos! Quero ver quem bota primeiro!
Somos também importantes nesta data e o ano inteiro!

Narrador – Polaca não esperou nem mais um minutinho. Foi a primeira.

Polaca –_ Cocococodé! Cocococodé! Aqui está a minha contribuição. Ufa!

Narrador – Naquele dia, a produção de ovos foi fantástica. E a festa da Páscoa... um sucesso!

Galo Cococoricó! Cococoricó!
PeruGlu! Glu! Glu!
Galo Cococoricó! Cococoricó!
PatoQuá! Quá! Quá!
Galo Cococoricó! Cococoricó!

Todos – 
Cococodé! Cocococdé! Cocococdé! 
Acabou-se o fuzuê! Todos nós desejamos Boa Páscoa para você!
Acabou-se o fuzuê! Todos nós desejamos Boa Páscoa para você!


Depois eu mostro a filmagem pra vocês!
Beijocas

Chaveiro de Coelhinhos em Algodão - PAP

Vida de mãe blogueira que trabalho fora de casa não é moleza não! Esse post era pra ter sido publicado antes da páscoa 2015, mas não foi possível :(
Mas a ideia é tão fofa que não poderia deixar de publicar mesmo assim!

Eu desejava fazer um mimo especial para as minha equipe professoras, algo que fosse feito por mim, com todo carinho e dedicação.
Teria sido mais fácil comprar, mas não iria satisfazer meu ego de poder dizer #euquefiz

Fiquei alguns dias pensando em como fazer, pois queria fazer com algodão, aqueles de Bolinhas Coloridas da Cotton Line, a minha parceria querida.

Finalmente a ideia veio e os materiais que usei foram esses: Bolas de Algodão Colorido Cotton Line, Saquinhos de Sacolé, Argolas para Chaveiro, Retalhos de Fitas Mimosas que vou guardando, pois como diz minha mãe "quem guarda tem!".

Páscoa, Cotton Line, Algodão, Coelhos, Chaveiros, Eu que Fiz, Artesanato, Atividades Pedagógicas, Escola, Mensagens, Recebido, Resenha, Parceria, Faber-Castell, Hastes Flexíveis,
Páscoa, Cotton Line, Algodão, Coelhos, Chaveiros, Eu que Fiz, Artesanato, Atividades Pedagógicas, Escola, Mensagens, Recebido, Resenha, Parceria, Faber-Castell, Hastes Flexíveis,
Páscoa, Cotton Line, Algodão, Coelhos, Chaveiros, Eu que Fiz, Artesanato, Atividades Pedagógicas, Escola, Mensagens, Recebido, Resenha, Parceria, Faber-Castell, Hastes Flexíveis,
Coloquei apenas duas bolinhas coloridas de algodão Cotton Line dentro de cada embalagem de sacolé.
Páscoa, Cotton Line, Algodão, Coelhos, Chaveiros, Eu que Fiz, Artesanato, Atividades Pedagógicas, Escola, Mensagens, Recebido, Resenha, Parceria, Faber-Castell, Hastes Flexíveis,
Páscoa, Cotton Line, Algodão, Coelhos, Chaveiros, Eu que Fiz, Artesanato, Atividades Pedagógicas, Escola, Mensagens, Recebido, Resenha, Parceria, Faber-Castell, Hastes Flexíveis,
Sem amarrar, passei a embalagem pelo orifício da corrente do chaveiro,
Páscoa, Cotton Line, Algodão, Coelhos, Chaveiros, Eu que Fiz, Artesanato, Atividades Pedagógicas, Escola, Mensagens, Recebido, Resenha, Parceria, Faber-Castell, Hastes Flexíveis,
Não podia faltar meu cafezinho Santa Monica...
Páscoa, Cotton Line, Algodão, Coelhos, Chaveiros, Eu que Fiz, Artesanato, Atividades Pedagógicas, Escola, Mensagens, Recebido, Resenha, Parceria, Faber-Castell, Hastes Flexíveis,
Faber Castell está sempre presente nos meus momento de arte e criação.
Páscoa, Cotton Line, Algodão, Coelhos, Chaveiros, Eu que Fiz, Artesanato, Atividades Pedagógicas, Escola, Mensagens, Recebido, Resenha, Parceria, Faber-Castell, Hastes Flexíveis,
As hastes Flexíveis Cottom Line foram usadas para fazer as patinhas e rabinho do meu coelhinho para chaveiro. Usei duas hastes e meia e uma florzinha de biscuit.
Páscoa, Cotton Line, Algodão, Coelhos, Chaveiros, Eu que Fiz, Artesanato, Atividades Pedagógicas, Escola, Mensagens, Recebido, Resenha, Parceria, Faber-Castell, Hastes Flexíveis,
Para as orelhas, torci a sobra do saquinho, coloquei a haste flexível com a marca de dobra no meio e colei com cola quente.
Páscoa, Cotton Line, Algodão, Coelhos, Chaveiros, Eu que Fiz, Artesanato, Atividades Pedagógicas, Escola, Mensagens, Recebido, Resenha, Parceria, Faber-Castell, Hastes Flexíveis,
Amarrei uma fitinha mimosa um pouco acima do meio para marcar a cabecinha do coelho.
Páscoa, Cotton Line, Algodão, Coelhos, Chaveiros, Eu que Fiz, Artesanato, Atividades Pedagógicas, Escola, Mensagens, Recebido, Resenha, Parceria, Faber-Castell, Hastes Flexíveis,
Patinhas e rabinho coladas com cola quente
Páscoa, Cotton Line, Algodão, Coelhos, Chaveiros, Eu que Fiz, Artesanato, Atividades Pedagógicas, Escola, Mensagens, Recebido, Resenha, Parceria, Faber-Castell, Hastes Flexíveis,
Colei o rabinho bem na pontinha do saquinho para dar um arremate legal.
Páscoa, Cotton Line, Algodão, Coelhos, Chaveiros, Eu que Fiz, Artesanato, Atividades Pedagógicas, Escola, Mensagens, Recebido, Resenha, Parceria, Faber-Castell, Hastes Flexíveis,
Páscoa, Cotton Line, Algodão, Coelhos, Chaveiros, Eu que Fiz, Artesanato, Atividades Pedagógicas, Escola, Mensagens, Recebido, Resenha, Parceria, Faber-Castell, Hastes Flexíveis,
Para fazer o arremate da frente, colei uma florzinha de biscuit.
Páscoa, Cotton Line, Algodão, Coelhos, Chaveiros, Eu que Fiz, Artesanato, Atividades Pedagógicas, Escola, Mensagens, Recebido, Resenha, Parceria, Faber-Castell, Hastes Flexíveis,
Páscoa, Cotton Line, Algodão, Coelhos, Chaveiros, Eu que Fiz, Artesanato, Atividades Pedagógicas, Escola, Mensagens, Recebido, Resenha, Parceria, Faber-Castell, Hastes Flexíveis,
O rabinho, colei também com cola quente. Lembrando que foi só uma pontinha de haste flexível.
Páscoa, Cotton Line, Algodão, Coelhos, Chaveiros, Eu que Fiz, Artesanato, Atividades Pedagógicas, Escola, Mensagens, Recebido, Resenha, Parceria, Faber-Castell, Hastes Flexíveis,
Prontinho, ops, ainda falta fazer o rostinho :)
Páscoa, Cotton Line, Algodão, Coelhos, Chaveiros, Eu que Fiz, Artesanato, Atividades Pedagógicas, Escola, Mensagens, Recebido, Resenha, Parceria, Faber-Castell, Hastes Flexíveis,
Desenhei com a caneta para retro projetor Faber Castell
Páscoa, Cotton Line, Algodão, Coelhos, Chaveiros, Eu que Fiz, Artesanato, Atividades Pedagógicas, Escola, Mensagens, Recebido, Resenha, Parceria, Faber-Castell, Hastes Flexíveis,
Páscoa, Cotton Line, Algodão, Coelhos, Chaveiros, Eu que Fiz, Artesanato, Atividades Pedagógicas, Escola, Mensagens, Recebido, Resenha, Parceria, Faber-Castell, Hastes Flexíveis,
Páscoa, Cotton Line, Algodão, Coelhos, Chaveiros, Eu que Fiz, Artesanato, Atividades Pedagógicas, Escola, Mensagens, Recebido, Resenha, Parceria, Faber-Castell, Hastes Flexíveis,
Claro que eu não iria entregar sem uma embalagem especial, toda produzida no espirito da páscoa.
As marcelas foram colhidas pela minha sogra no caminho de Santa Maria para Bagé, na estrada mesmo!
Páscoa, Cotton Line, Algodão, Coelhos, Chaveiros, Eu que Fiz, Artesanato, Atividades Pedagógicas, Escola, Mensagens, Recebido, Resenha, Parceria, Faber-Castell, Hastes Flexíveis,
Páscoa, Cotton Line, Algodão, Coelhos, Chaveiros, Eu que Fiz, Artesanato, Atividades Pedagógicas, Escola, Mensagens, Recebido, Resenha, Parceria, Faber-Castell, Hastes Flexíveis,

Entreguei para cada professora um coelhinho feito com muito amor e carinho, acompanhados da mensagem escrita por uma das diretoras franciscanas que mais admiro.

Páscoa!

Páscoa é ressureição. Ressureição é Vida Nova que brota de dentro pra fora.
Páscoa é nascer cada dia para os desafios da vida, uma vida que se torna esperança para quem está desanimado e descrente das possibilidades do Novo.
Páscoa é Aleluia, é Luz, é Certeza de que Ele está vivo e está no meio de nós para sempre.
Páscoa é recomeçar sempre de novo. É continuar acreditando no resgate do que se perdeu e continuar acreditando que é possível vencer a morte.
Páscoa é o amanhecer do terceiro dia, o dia da surpresa da Ressurreição.
Páscoa é encontrar o túmulo vazio e ouvir a voz do anjo que diz: “Por que buscais entre os mortos Aquele que vive?”.
Páscoa é acreditar na Vida, Vida Plena, Festa Total, Aleluia para sempre. Jesus venceu as trevas e a morte. Ele está na luz, Ele é a luz e nos quer com Ele nesta Festa.
Você é convidada ressuscitar com Jesus. Mude de vida. Lute pela paz e pelo bem, afinal Ele realmente ressuscitou.
Feliz Páscoa pra você.
Ir. Valderesa Moro
______________________________________________________________________

Mas ainda não terminou!

O mais belo de tudo, foi o momento super especial de criação. Meus filhos queridos estavam participando dos detalhes e esse foi um dos melhores momentos na criação deste coelhinho. agradeço a parceria da Cotton Line que me desafia todos os meses e me aproxima ainda mais dos meus filhos.
Confiram as tentativas, erros e acertos dos nossos protótipos:

Páscoa, Cotton Line, Algodão, Coelhos, Chaveiros, Eu que Fiz, Artesanato, Atividades Pedagógicas, Escola, Mensagens, Recebido, Resenha, Parceria, Faber-Castell, Hastes Flexíveis, Páscoa, Cotton Line, Algodão, Coelhos, Chaveiros, Eu que Fiz, Artesanato, Atividades Pedagógicas, Escola, Mensagens, Recebido, Resenha, Parceria, Faber-Castell, Hastes Flexíveis,
Páscoa, Cotton Line, Algodão, Coelhos, Chaveiros, Eu que Fiz, Artesanato, Atividades Pedagógicas, Escola, Mensagens, Recebido, Resenha, Parceria, Faber-Castell, Hastes Flexíveis, Páscoa, Cotton Line, Algodão, Coelhos, Chaveiros, Eu que Fiz, Artesanato, Atividades Pedagógicas, Escola, Mensagens, Recebido, Resenha, Parceria, Faber-Castell, Hastes Flexíveis,
Páscoa, Cotton Line, Algodão, Coelhos, Chaveiros, Eu que Fiz, Artesanato, Atividades Pedagógicas, Escola, Mensagens, Recebido, Resenha, Parceria, Faber-Castell, Hastes Flexíveis, Páscoa, Cotton Line, Algodão, Coelhos, Chaveiros, Eu que Fiz, Artesanato, Atividades Pedagógicas, Escola, Mensagens, Recebido, Resenha, Parceria, Faber-Castell, Hastes Flexíveis,

Boa semana pra todos!
Beijinhos da mamãe maricota!

# Publipost

As Cores dos Amigos

Amigos, Mensagens, Cores,

Amigos são "cores", cada qual com seu matiz, e um jeitão sempre muito marcante.

Há o Amigo "cor verde":
É aquele que em tudo ressalta a beleza da Vida e põe esperança nela. Ergue-nos!

Há o Amigo "cor azul":
Ele sempre traz palavras de paz e de serenidade, dando-nos a impressão, ao ouvi-lo, que estamos em contato direto com o céu ou com o profundo azul do mar. Ele nos eleva!

Há o Amigo "cor amarela":
Ele nos aquece, assim como o sol; faz-nos rir, sorrir e enxergar o amarelo brilho das estrelas bem ao alcance das nossas mãos.

Há o Amigo "cor laranja":
Ele nos traz a sensação de vigor, saúde, enriquece nosso espírito com energias que são verdadeiras vitaminas para o nosso crescimento.

Há o Amigo "cor vermelha":
É aquele que domina as regras de viver, é como nosso sangue. Ele acusa perigos, mas nunca nos abala a coragem. É pródigo em palavras apaixonadas e repletas de caloroso amor.

Há o Amigo "cor roxa":
Ele traz à tona nossa essência majestosa, como a dos reis e dos magos. Suas palavras têm nobreza, autoridade e sabedoria.

Há o Amigo "cor cinza":
Ele nos ensina o silêncio, a interiorização e o auto-conhecimento. É um indutor a pensamentos e reflexões. Ajuda a nos aprofundar em nós mesmos.

Há o Amigo "cor preta":
Ele é mestre em mostrar nosso lado mais obscuro, com palavras geralmente duras, atinge-nos sem "anestesia" e, com boas intenções, leva-nos a melhor considerar nossas atitudes perante a vida.

E há o Amigo "cor branca":
Esse é uma mistura de todos. é aquele que "saca" um pouco de cada um e nos revela verdades nascidas da vivência e da incorporação de conhecimentos. Ele nos prova que, não só ele, mas também todos os outros, têm verdades aprendidas para partilhar conosco. Se reunirmos a todos num Grande Encontro, veremos um arco-íris de Amor e de Amizade.

A Importância do Amor em família {Publipost}

Vou falar com os olhos de mãe, por isso não procurem justificativas teóricas nestas linhas...

Cecília é uma menina muito sapeca, que adora imitar os comportamentos das pessoas que lhe rodeiam e lhe encantam.
Ela cresceu/cresce em meio a livros, vídeos, caixas, cores, brinquedos, amor e tudo mais que uma criança precisa.
É muito esperta e como toda criança, passa de uma fase para outra numa velocidade ímpar. Como filha de blogueira, aprendeu que podemos compartilhar nossa rotina nas diversas mídias sociais as quais temos acesso, e isso a deixa muito feliz e animada. 
Ela já tem seus ídolos no youtube e por isso, quer fazer vídeos a todo momento compartilhando suas brincadeiras e invenções.

As fotos a seguir são dela ensinando como cuidar de um bebê. Eu até fiz o vídeo conforme ela pediu, mas ficou muito extenso e achei melhor postar em forma de fotos.

Os produtos que ela está usando para a demonstração foram enviados pela Cotton Line, que é parceira do blog de longa data.
Ela abriu a caixa com muito entusiamo e disse:

- Hoje vamos fazer um vídeo. Por isso vou abrir todas as "coisas" antes pra ficar mais fácil de pegar. Tá mamãe?

Ela adora manusear os algodões, pois são macios e fofinhos, como ela mesma diz. Ama brincar com as bolinhas de algodão coloridas e tem imensa preferencia pelas cor de rosa.

As toalhinhas umedecidas fazem muito sucesso aqui em casa, pois mesmo não usando mais fraldas a muito tempo, mantivemos o uso diário e essas são "muito ótimas" (como ela costuma dizer), pois fazem bastante "espuminha" (Eu considero que elas tem umidade excelente para a higienização) 

Sobre os curativos horripilantes a muito que dizer e posso garantir que usamos muitas caixas!!! As bonecas estão sempre machucadas!

Cotton Line  #cottonline #todomundousa, algodão, bolinhas de algodão coloridas, hastes flexiveis coloridas, curativos decorados, monstros horripilantes, curativos horripilantes, cuidados com o bebe, cecilia,
"- Tem que limpar devagarinho e não pode botar lá dentro. Né mamãe?"

Eu sempre digo pra ela que crianças nunca devem colocar hastes flexíveis no ouvido e só a mamãe que pode fazer a higiene delas. Felizmente ela sempre me ouve e nunca tivemos acidentes com isso.

Eu amo vê-la brincando e reproduzindo carinhos e caricias nos "seus bebês", pois significa que se sente amada.
Este post é especial para mim e um dia será para ela também, pois este boneco que ela está cuidando foi meu e tem aproximadamente 32 anos.
Agradeço a minha amiga Paula que me instigou a escrever sobre esse assunto, fazendo com que essas memórias ficassem registradas para sempre em nossas vidas.

Obrigada a você que tirou um tempinho para saber um pouco mais sobre nossa vida.

Siga nossas mídias sociais e fique por dentro das nossas aventuras.
Conheçam também a linha completa de produtos Cotton Line 
#cottonline #todomundousa

Hora de desintoxicar! #Herbalife #DesafioVip3Dias

Herbalife, Nutrição, Trial Pack, Consultora Independente, Saúde, Emagrecer, Emagrecimento, Shake, Chá, Chá Verde, Desafio,

As festas acabaram e agora é hora de voltar a boa forma e a vida saudável, pois segui os conselhos da #diva Gloria Kalil e não fiz boquinha para aproveitar as festas... e a consequência foram 2kg a mais (ódio master da minha gula!).

Por isso, retomei o #DesafioVip3Dias

Herbalife, Nutrição, Trial Pack, Consultora Independente, Saúde, Emagrecer, Emagrecimento, Shake, Chá, Chá Verde, Desafio,

Trial Pack é uma degustação de produtos Herbalife para três ou seis dias. Sugestão de consumo:

Para utilizá-lo em três dias: substitua duas das três principais refeições do dia por um Shake* e uma Bebida** em cada uma delas (exemplo: café da manhã e jantar).
Para utilizá-lo em seis dias: substitua uma das três principais refeições do dia por um shake e uma bebida (exemplo: café da manhã).

Principais Benefícios

Shake*:

- Nutritivo e balanceado com calorias controladas
- Aproximadamente 200 Kcal
- Proteínas de alto valor biológico
- Fibras solúveis e insolúveis
- 23 vitaminas e minerais
- Prático e saudável

Bebida**:

- Mais disposição e hidratação
- Apenas 6 Kcal por porção
- 85 mg de cafeína (preparado conforme o rótulo)
- Chá Verde e Chá Preto
- Pode ser consumido a qualquer hora do dia.

# Fonte: AQUI
# Sou Consultora Independente Herbalife, fale comigo.

Shake Doce de Leite com damascos e nozes

A época de Festas já começou, mas isto não é motivo para deixar a nutrição balanceada de lado, certo?
Por isso, veja aqui esta #receita com damascos e nozes acompanhando o Shake sabor Doce de Leite.


Alguma dúvida de que fica deliciosa?
Veja mais receitas e informações no Catálogo AQUI

* Fonte AQUI
* Consultor Independente AQUI

Quer mais? Aqui tem!

Copyright © 2013 Dona Maricota Feliz - Layout Personalizado por Giselle Carvalho
Subir